O Que é?

O Programa Cidadania Ativa é um instrumento de apoio às Organizações Não Governamentais (ONG), em vigor entre 2013 e 2016 e financiado pelo Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu (EEA Grants).
A sua gestão está a cargo da Fundação Calouste Gulbenkian.
O IPAV (Instituto Padre António Vieira) em parceria com a FORUM ESTUDANTE, o CCISP (Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos), a ANESPO (Associação Nacional de Escolas Profissionais),  e um conjunto muito alargado de Instituições de Ensino parceiras, no âmbito do Programa Cidadania Ativa, desenvolveram e implementam o projeto MAIOR EMPREGABILIDADE, entre Outubro de 2014 e Março de 2016.


O Quê?

Maior Empregabilidade 
Promoção da empregabilidade, da igualdade de oportunidades e da inclusão social.

a) Capacitação dos jovens, preparando-os para o ingresso com sucesso no mercado de trabalho;

b) Através de ações à medida, de formação formal e informal, atraentes e úteis para o público-alvo, permitindo-lhes adquirir conhecimentos relevantes para o acesso ao mercado de trabalho;

c) Assente numa parceria forte, de âmbito nacional, com grande experiência e sucesso na captação deste tipo de público-alvo mais vulnerável e frequentemente à margem.


Porquê?

Promoção da empregabilidade, da igualdade de oportunidades e da inclusão social.

a) Desajustamento entre as expectativas e a preparação dos jovens e as expectativas e as necessidades dos empregadores, particularmente evidente ao nível das atitudes e das competências transversais. Este desajustamento agrava-se nos jovens provenientes de contextos mais desfavorecidos;

b) As Escolas Profissionais e as Instituições de Ensino Superior têm revelado grande competência, e sucesso, na mobilização de jovens de contextos vulneráveis e em risco de abandono escolar, ajudando-os a permanecer ou reingressar em trajetos formativos;

c) Dotar as instituições parceiras, de respostas à medida, que capacitem e promovam competências, que permitam a estes jovens adaptarem-se com sucesso às exigências do mercado de trabalho, revela-se um desiderato deste projeto.


Que objectivos?

a) Promoção da empregabilidade, da igualdade de oportunidades e da inclusão social através do reforço das competências transversais (soft skills) e da literacia digital;

b) Incentivo à construção precoce do CV, com o que o mercado de trabalho valoriza;

c) Apoio à inserção de jovens no mercado de trabalho, através de ações que permitam conhecer a vida das empresas, experiência de jovens trabalhadores, adaptação ao trabalho ou promoção do empreendedorismo;

d) Promoção de atitude pró-activa e solidária na procura de emprego.